Agricultura Natural e/ou Biológica

Tema inserido na Semana “ Viver Melhor” – a 7 de Fevereiro na escola EB 2,3/S de Vale de Cambra.

Painel conduzido pela Dr.ª Manuela Almeida, com nota introdutória da Professora Ana Azevedo, centrando-se na agricultura orgânica. Muito embora esta tenha concepções diferentes consoante os países, tendem todas para um bem comum: uma alimentação saudável, partindo da sequência/premissa:

Solo saudável —» planta saudável —» homem saudável

Manuela Almeida falou-nos essencialmente da agricultura biológica, dos seus problemas da certificação a nível mundial. Segundo ela, a mobilização e atenção da conservação do solo corresponde a uma técnica de sementeira directa num solo não lavrado. Este método protege os organismos do solo e evita a erosão.

Quanto à agricultura natural, que ainda não é considerada mundialmente em termos certificadores, pode ser praticada por qualquer pessoa que goste de produzir os seus próprios alimentos, podendo-o fazer facilmente.

Segundo a Drª Manuela Almeida uns dos grandes problemas da agricultura natural são os conceitos entranhados dos adubos agro-pecuários.

Também nos referiu a importância de os agricultores guardarem as sementes de ano para ano, e as semear nas sementeiras seguintes, pois com esta atitude, estão a seleccionar uma semente que já está habituada ao solo e aquele solo.

No final, o formando António Jorge Silva agradeceu aos responsáveis por esta palestra, aos quais ofereceu uma pequena lembrança de reconhecimento e gratidão pela participação.

António Jorge Silva e Jacinta Tavares